Tristeza nas festas de fim do ano. Por quê?

Festas de fim do ano e tristeza


Algumas pessoas não gostam das festas do final de ano. Elas sentem tristeza e sofrem inclusive porque têm que “enfrentar” a alegria e o entusiasmo daqueles com quem convive.


Tristeza não é depressão. A tristeza é uma emoção própria de todo ser humano. Ela caracteriza-se pela falta de alegria, pela insatisfação da pessoa com ela mesma ou com outros e pelo ânimo.


Se você ou algum amigo sente-se triste nessa época, veja algumas das razões que despertam esse sentimento.


A expectativa de algo não correr bem nas festas do final de ano pode causar ansiedade e, ansiedade, causa sofrimento. Além disso, aquela sensação do tempo estar se esgotando, pressiona algumas pessoas, tanto a rever/avaliar o que fizeram, como a prever o que farão no ano seguinte.


As festas com os filhos que já não moram mais perto, a troca de presentes entre os amigos com os quais não convivemos mais, a ausência de nossos pais ou familiares, as lembranças! Nessa época elas são fortes e também por vezes entristecem as pessoas.


Tudo a nossa volta grita o Natal e a aproximação de um novo ano: as músicas, a decoração das lojas, os programas especiais na TV. A pressão social: a exigência do sorriso no rosto, as comemorações e a troca de presentes. A sensação é de que todos estão felizes entristece ainda mais as pessoas que já se sentem tristes e desamparadas.

Não se deixe abater. O sentimento de tristeza é um alerta da mente para algo que precisa ser revisto. Você pode, por exemplo, praticar a autoaceitação.


Lembre-se a tristeza não é sinônimo de depressão ou infelicidade, ela é parte da natureza de todo ser humano. Por isso, quando estiver triste, não se desespere, tenha calma, aceite e acolha esse sentimento como uma parte de você, não aja como se não estivesse acontecendo nada.


Procure um amigo para conversar, faça algo que o ajude a expressar os sentimentos e, se achar necessário, procure um Hipnoterapeuta para uma sessão de terapia!


Boas festas!